Skip to content


Tiririca: Questão de ego – do promotor

Ao chegar em casa hoje, li a notícia de que o palhaço-deputado Tiririca (PR) havia conseguido ler e escrever. Encerrava-se, assim pensei eu, um dos maiores e mais importantes debates do processo eleitoral: Tiririca não é analfabeto. (Claro que os outros debates que concorreram em importância com Tiririca foi a bolinhadepapelfacts e sobre qual candidato era mais religioso).

No entanto, mais uma vez, me enganei. O drama Tiririca não sabe ler ainda não teve fim. Ele e eu não podíamos contar com as astúcias do implacável promotor eleitoral Maurício Antonio Ribeiro Lopes. Para o promotor, Tiririca não acertou nem 30% do ditado e, portanto, segundo ele, o republicano não é uma pessoa alfabetizada e, consequentemente, é incapaz de assumir o mandato.

As perguntas mais recorrentes e pertinentes é se o promotor Maurício Antonio Ribeiro Lopes vai aplicar o teste do abecedário para os outros 512 deputados eleitos e aos 54 senadores escolhidos este ano. Muitíssimo improvável. Para mim, Ribeiro Lopes sofre de um mal que costuma afligir, com certeza – para manter o índice “tiriricaniano” -, mais de 30% dos promotores do país: o mal do ego inchado.

Diz meu amigo Felipe Marques (@lipemarx), advogado, que um professor dele, em sala de aula, costumava dizer que tem promotor que chega em casa e, ao abrir, a geladeira, começa a dar entrevista. Parece ser este o caso em questão. É óbvio que Ribeiro Lopes agiu corretamente ao abrir processo investigativo para apurar as denúncias sobre a alfabetização de Tiririca, mas daí a empreender uma perseguição selvagem e exclusiva…

Wilson Gomes (@willgomes), professor da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia, fez pertinentes observações sobre o caso em seu twitter e perguntou por que o promotor, ao ver frustrada a sua pretensão de cassar Tiririca, não sai a punir os 1,35 milhões de eleitores que o elegeram? Gomes prossegue e diz que, para ele, trata-se de preconceito. Para mim, também, aliado ao mal crônico que citei anteriormente.

P.S: Acabei de ler que o advogado de Tiririca, Ricardo Porto, deu uma entrevista ao G1 e falou que o deputado eleito leu e escreveu de forma satisfatória e que o promotor quer justificar “tempestade em copo d’água”.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Posted in Política Nacional.

Tagged with , , , , , .