Skip to content


Geddel diz que com Otto na chapa Wagner não pode criticar carlismo

Chapa Wagner - Otto foi criticada por Geddel (foto: Resenha Geral)

O pré-candidato do PMDB ao governo do Estado, o deputado federal Geddel Vieira Lima, considerou, através de nota, incoerentes as declarações feitas no último domingo, pelo governador Jaques Wagner (PT), ao programa Canal Livre, da TV Bandeirantes. Geddel disse continuar sendo o mesmo que há quatro anos percorreu a Bahia com o atual governador e que Wagner não teria “qualquer autoridade para rotular alguém como carlista”, por ter o ex-conselheiro do TCM Otto Alencar como seu candidato a vice. “Quem leva Otto Alencar para vice da sua chapa; quem lutou para ter César Borges ao seu lado como candidato ao Senado tem alguma autoridade para falar do carlismo? Quero, mais uma vez, elogiar a sabedoria popular: macaco não olha para o rabo”, disse.

Geddel aproveitou a afirmação dada por Wagner de ter avalizado a indicação do peemedebista para o Ministério, como “mais uma demonstração de incoerência do governador”. “Ele diz que avalizou a minha indicação ao Ministério. Avalizou um homem sério e competente ou alguém que tinha métodos carlistas? Avalizou o que era bom para o Brasil e para a Bahia ou para as suas conveniências?”, questionou. O peemedebista encerrou respondendo à declaração do governador de que teria a legitimidade de lançar a sua candidatura com o apoio do deputado federal Geddel Vieira Lima.

“Diz ele que tem legitimidade para pleitear a candidatura ao governo. Claro que tem legitimidade. Agora, o nosso apoio tem legitimidade para reivindicar que tivesse feito um bom governo. Mas não fez. Portanto, não seria legítimo para o PMDB e para mim continuar a apoiar alguém que não demonstrou estar à altura do governo e da Bahia”, concluiu.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Posted in Política Livre, Política Local.

Tagged with , , , .