Skip to content


Exercitando a Futurologia – Eleição do Rio Grande do Norte

A eleição no Rio Grande do Norte caminha para manter uma mulher a frente do governo. Lá a candidata mais forte é a senadora Rosalba Ciarlini (DEM). Com a vitória de Rosalba, ganham ainda dois políticos que têm dominado a política potiguar há alguns anos: Garibaldi Alves Filho (PMDB) e José Agripino Maia (DEM). Os dois compõem a chapa de Ciarlini ao Senado e devem ser eleitos, deixando de fora a ex-governadora Wilma Faria (PSB), que já foi aliada de ambos em outros pleitos.

Wilma, que era bem aprovada durante o governo, não conseguiu transferir esta popularidade a seu vice Iberê Ferreira (PSB). Além disto, é o que apontam as pesquisas, parece não conseguir romper o cerco formado por Alves Filho e Agripino Maia, seus ex-padrinhos. Hoje, os três são adversários, mas a história política deles está entrelaçada. A carreira política de Wilma Faria teve início no governo de Agripino Maia, primo de seu ex-marido, o ex-governador Lavoisier Maia.

União de três famílias será decisiva na vitória de Rosalba (foto: Site de campanha)

Além disto, Wilma foi apoiada por Agripino Maia para sua primeira empreitada rumo à prefeitura de Natal, quando ela acabou derrotada pelo então deputado estadual Garibaldi Alves Filho. Ela foi eleita pela primeira vez para este cargo em 1988. Em 1996, voltou ao cargo apoiada por Agripino. Rompeu com ele em 1998 e, em 2000, recebeu o apoio do então governador Garibaldi para ser prefeita da capital pela terceira vez. Em 2002, Wilma foi eleita governadora e, em 2006, disputou o governo com Garibaldi e venceu sendo reeleita.

Rosalba tem uma trajetória que lembra um pouco o percurso político de Wilma. A democrata é casada com Carlos Augusto Rosado, filho do ex-governador do estado,  Dix-Sept Rosado. Os Rosado são outra família com grande influência sobre a política potiguar, tendo representantes na Câmara e na Assembleia Legislativa. A política daquele estado é dominada pelas famílias Rosado, Maia e Alves. Ela foi prefeita de Mossoró em 1988. Wilma foi prefeita de Natal neste mesmo ano. No período entre 1996 e 2004, a democrata voltou à prefeitura, o mesmo fazia a socialista na capital do estado.

A trajetória de ambas se aproxima ainda mais em 1994. Ciarlini foi candidata a vice na chapa de Lavoisier Maia ao governo do estado. Lavoisier é ex-marido de Wilma e primo de Agripino. Os dois foram superados por quem? Pelo senador Garibaldi Alves Filho. O alinhamento dos ex-adversários em torno de Rosalba, representando a união das três famílias que ditam os rumos da política daquele estado é a razão principal da futura vitória de Ciarlini no próximo domingo.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Posted in Política Nacional.

Tagged with , , , , , , , , .