Skip to content


Exercitando a Futurologia – Eleição do Espírito Santo

Casagrande é grande favorito a ser o novo governador capixaba (foto: Gazeta On Line)

Há, aproximadamente, oito anos o Espírito Santo elegia o governador Paulo Hartung (PMDB), que tem uma das administrações mais bem avaliadas do País. Fugindo à regra das maiorias dos políticos – em especial daqueles que gozam de alta aprovação popular – , Hartung, que foi senador pelo mesmo estado, não se desincompatibilizou e não disputará nenhum cargo político nas eleições de outubro.

Sair da disputa eleitoral do final do ano, no entanto, não significa que Hartung tenha aberto mão de influenciar os rumos do pleito do seu estado. O peemedebista foi o principal fiador do consórcio governista em torno da candidatura do senador Renato Casagrande (PSB) ao governo. Para isto, Hartung tirou o seu vice, Ricardo Ferraço (PMDB), da parada oferecendo a ele uma vaga na disputa ao Senado.

Além de Hartung, outra liderança importante do estado, o prefeito de Vitória, João Coser (PT), apoia Casagrande e vetou em tempo hábil qualquer articulação em torno de seu nome para favorecê-lo. Para vocês terem noção do tamanho da coligação, Casagrande é apoiado por 16 partidos, tendo o petista Givaldo Vieira como candidato a vice. Outro apoio importante é o do atual senador Magno Malta (PR), candidato à reeleição ao Senado ao lado de Ferraço.

A popularidade de Hartung e a excelente imagem que Casagrande possui no estado explicam os altos índices registrados nas pesquisas e é quase certo que ele será eleito em outubro. A situação é difícil para o principal adversário de Hartung, Luiz Paulo Velloso Lucas (PSDB), esboçar qualquer tipo de reação. Além do quadro estadual adverso, ainda não conta com uma onda nacional a favor.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Posted in Política Nacional.

Tagged with , , , , , .