Skip to content


Conselho de Ética do Senado deveria ser extinto

Após a decisão de hoje à tarde tomada pelo Senado em enterrar os processos de investigação contra os parlamentares Arthur Virgílio (PSDB-AM) e José Sarney (PMDB-AP), eu me pergunto para que existe Conselho de Ética no Senado? Aliás, para que serve o da Câmara também? Fato é que, dificilmente, um parlamentar é cassado pelos seus pares. Na Câmara, é até mais comum, apesar do Edmar “dono do castelo” Moreira não ter sido cassado, após o parecer favorável a ele, elaborado pelo deputado Sérgio Britto (PDT-BA).

No Senado, o único senador cassado foi Luiz Estevão, empresário e, na época, filiado ao PMDB do Distrito Federal. Todos os outros renunciaram ao mandato por causa da pressão da opinião pública. Então, se existe algo sem utilidade é o Conselho de Ética do Senado, porque não julga ética alguma. Nunca julgou. Não é novidade.

Agora, esta história que a decisão foi caixão do PT como disse o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) em seu twitter não cola. A decisão de hoje foi lamentável, mas o partido é integrado por muita gente que não concorda com o que foi decidido. E, além disto, não houve degredação dos valores que o partido defende nos seus governos. Inclusive, no governo Lula. Lula liderou o pragmatismo da decisão tomada, porque quer fortalecer a candidatura de Dilma com o PMDB. Inclusive, já critiquei este pragmatismo todo, mas foi assim. Todo mundo viu que os senadores não foram responsáveis pela decisão de hoje.

Volto a dizer que a decisão de votar a favor de Sarney foi lamentável, mas cabe uma pergunta: e a responsabilidade daqueles que colocaram Sarney na presidência do Senado? O DEM votou fechado em Sarney. O senador Sarney virou corrupto e senhor feudal e responsável pelo atraso do Maranhão da noite pro dia? Não. Então apoiou sabendo que Sarney não representaria mudança alguma na presidência do Senado. Isto porque quis prejudicar o PT pensando em 2010. Na oportunidade, o PT lançou a candidatura do senador Tião Viana (PT-AC).

Agora, eles criticam porque o PT resolveu ser pragmático e pensar em 2010. A decisão foi lamentável, mas jogo político é isto. Assim como foi lamentável o jogo político do DEM para eleger Sarney pela terceira vez presidente no Senado. Aliás, as relações entre o DEM e Sarney são históricas. Só parar para lembrar que seus filhos, Zequinha e Roseana, eram filiados ao DEM e que o DEM participa do governo Roseana no Maranhão.

Recentemente, o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) falou uma frase que eu acho que sintetiza a posição do PT: “Para fazer a obra de Deus, eu seria capaz de me aliar até o diabo”, disse Ciro. Foi ou não foi isto? Muitos vão dizer que o PT ficou igual aos outros. É verdade? Quem acompanha as discussões internas do Partido dos Trabalhadores sabe que não. Agora, a data de hoje é um dia pro PT esquecer, não tenho dúvida. Além de tudo isto, a senadora Marina Silva saiu do partido.

Agora, uma última afirmação: quem colocou o Sarney no Senado, o Renan, o Collor – que lidera as pesquisas pro governo de Alagoas – é o maior responsável por este circo de horrores que assistimos hoje no Senado. Esta é a verdade, volto a dizer, porque o Congresso é retrato fiel da sociedade brasileira e ninguém governa sem estas figuras. Até HH e Marina teriam que ceder à pressão destas pessoas. Infelizmente.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Posted in Política Nacional.