Skip to content


Casseta & Planeta “Vai Fundo”: Sem sono e sem graça

Depois de um ano sabático, reestreou ontem na TV Globo, o Casseta & Planeta, que deixou de ser “Urgente” para ser “Vai Fundo”. No primeiro programa, a promessa de ir fundo no mundo das celebridades. Lógico que a pretensão era fazer esta incursão de uma forma engraçada, mas faltou certa dose de humor. Sem sombra de dúvida, o programa deixou o ritmo sonolento com que estava nos últimos anos, mas ainda há um claro descompasso entre o que eles acham engraçado e o que faz rir de verdade.

Favoreceram o fim da sonolência as gravações na rua, fugindo da dinâmica anterior de quadros repetitivos com personagens sem graça. Hoje, o público era o foco, apesar de apenas uma dessas entradas ter me feito rir. Um quadro Calçada da Fama, em que uma pessoa que passava pelo shopping topou pagar um mico para entrar na “Calçada da Fama”. Uma entrada em quatro, mas tem potencial se melhor explorada. Lembro das gravações na rua no início do “Urgente”, que reproduziam, de fato, a ideia deles de “jornalismo mentira, humorismo verdade”.

As participações de artistas também foram limitadas. Resolveram colocar cinco de uma vez só e, mais uma vez, apenas um teve êxito (e mesmo assim, pela metade). Me refiro ao quadro Mona Lesa, feito pela atriz Miá Mello. O quadro tem uma ligação direta ao quadro que Miá tinha no Legendários, mas a entrevista que ia muito bem, desandou no final, acabando com um Marcelo Serrado, visivelmente, constrangido ao ser perguntado se está pra se casar com um homem. (Até quando essa mistura entre personagem e ator?)

Antes de falar das novas participações, tenho que dizer que as antigas referências ao “Urgente” – quadros gravados com eles fazendo personagens, ou ainda Suzana Vieira utilizando um produto de acabar com paparazzi, no melhor estilo Tabajara – não funcionaram. A resenha irônica das notícias da semana também pode ser muito melhor. A melhor coisa desta volta dos Casseta à TV foi Gustavo Ribeiro imitando a presidenta Dilma Rousseff. Foi ainda melhor do que os vídeos do humorista no Kibeloco.

Nessa volta, o Casseta me fez rir mais do que nos últimos cinco anos somados. Pode ser um bom sinal (ou não). Eles conseguiram alcançar 15 pontos de audiência, dentro da média dos programas exibidos no horário, na sexta-feira. Que consertem os erros e prossigam. O Casseta já foi um excelente programa de humor na TV. Com os novos membros, pode voltar a ser.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Posted in TV.

Tagged with , , , .